Fotografia: Paula Brandão/ Texto: Leticia Brandão

Falar de mães e seus filhos pode parecer redundante, mas a cada ensaio descobrimos mães muito diferentes, cada uma com suas particularidades. Percebemos que este universo fica cada vez mais infinito de inspiração pela diversidade de ideais e costumes. Já passamos por casas de mães designers, arquitetas, administradoras, psicólogas, editoras, redatoras, paisagistas e estilistas. Neste ensaio mostraremos a Stephanie, mãe mãe.
Stephanie tomou uma decisão que pode ser difícil para umas, mas tranquila para outras. Para ela foi bem difícil mas ideal para o momento. Quando o Tom chegou , ela parou de trabalhar e há 1 ano acredita que foi a melhor decisão que tomou.
Anteriormente morou em Londres por quase 5 anos trabalhando como produtora executiva freelancer na RanD. Voltou ao Brasil e passou a fazer parte da equipe da Revista Wish e Wish Casa como editora de imagem por mais 5 anos, até engravidar do encantável Tom, hoje com 1 ano. Continuar lendo...

MATERNIDADE
Stephanie nos conta que a maternidade mudou sua perspectiva em relação a tudo. Se tornou uma pessoa mais paciente, menos rígida e por mais clichê que pareça, ela passou a se sentir mais dona de casa, “Coisa que nunca havia sido antes…rs”, disse ela.

MOM ROCK
“Acho que ser uma Mom Rock é poder enxergar o seu filho como um indivíduo livre. E o principal, conseguir manter pelo menos uma parte da sua vida só para você”.

MOMENTO DECISIVO: parar de trabalhar ou não?
Stephanie sempre soube que gostaria de tirar umas férias mais compridas quando tivesse seu primeiro filho para se dedicar a este primeiro momento da infância dele. Ela confessa que não foi uma decisão fácil, foi sofrido, sentiu medo mas garante que foi a melhor decisão até o momento, sente-se realizada!
“Certa vez, em um almoço com a minha mãe, ela comentou que toda vez que alguém me perguntava o que eu queria ser quando crescer, eu respondia: quero ser mãe! Isso me deu um clarão, e fiquei mais tranquila. Pois quando parei de trabalhar as pessoas me diziam que eu ia sentir falta, mas até agora não senti”.

EDUCAÇÃO & REGRAS
- O que acha indispensável na educação dos filhos?
“Amor, limites, liberdade, compreensão e vitamina S…rs”

 - O que faz parte da rotina de vocês?
“Nossa rotina varia entre os afazeres do Tom e os meus. Tento manter algumas regras no dia a dia, respeitando os horários dele, como alimentação e sono, mas se tiver que atrasar ou adiantar um pouco algum deles, não entro na nóia. Ele se adapta muito bem também.
Além disso, sempre tento organizar durante a semana algum playdate, encontro com as primas e algum passeio diferente para ele. Neste momento a rotina é mais regrada, mas tento encaixar nela o momento que me dedico a mim. Não abro mão da minha terapia e da ginástica.
Os finais de semana já são mais relax, não tem tanta rotina. Mantenho só o horário de dormir.

- Qual o momento certo de ir para a escola?
“Acredito que as coisas hoje em dia estão muito aceleradas, e não vejo necessidade de adiantar etapas com o Tom. Ele tem 1 ano e acho que agora é a hora dele ser criança e brincar. O principal para mim é que ele se sinta amado e seguro”.

DECORAÇÃO
A casa da Stephanie é quase como se fosse o próprio coração de mãe. A decoração é aconchegante, com um toque clássico e bem iluminado. Ela conseguiu misturar a madeira, que remete conforto, aos outros elementos sem deixar o ambiente carregado. O bom gosto do casal aliado ao belo projeto arquitetônico de Isay Weinfeld, resultou em uma morada bem peculiar, que traduz o lifestyle da família.
Vale comentar sobre o projeto do Edifício 360˚que achamos muito interessante pois compartilhamos da mesma ideia. Ele propõe uma relação mais absoluta entre o morador e seu espaço, é um empreendimento que entende que a vida e o repertório das pessoas são construídos a partir de uma visão mais abrangente e menos linear (conheça mais em edificio360.com.br). Não é à toa que o lugar preferido da família é a sala e a varanda, além da brinquedoteca do prédio que é incrível.

DICAS DA STEPHANIE

LUGARES
- Mamusca: É um lugar para grandes e pequenos passarem bons momentos juntos. É para bebês e crianças de 0 a 6 anos e para todos os grandes que quiserem entrar na brincadeira.
“Vou lá toda semana. E amo muito esse lugar. O Tom faz aula de música toda quarta feira com a Professora Edi desde os seus cinco meses, e ele ama! É uma delícia. Na turminha dele tem várias crianças que vão sempre, e ele fez o seu primeiro amigo lá. Para mim o Mamusca acaba sendo o lugar onde o Tom convive com outras crianças, sociabiliza mais e começa a se adaptar a uma pequena rotina, onde tem começo, meio e fim”.

- Supermercados onde há carrinhos de compras para crianças, como no St. Marche.

- “Qualquer lugar onde a criança possa ficar solta e livre, de preferência ao ar livre. Sinto que na idade do Tom não é preciso de muitos brinquedos para entreter, ele se diverte com qualquer coisa”

FILMES E LIVROS
- PINGU (série de animação lançada para o público infantil)
- LIVROS: “Macaco Danado” para as crianças e “Crianças Francesas Não Fazem Manha”, para as mamães.

CRÉDITOS
- foto 04 – enfeite maternidade feito sob encomenda, Fofys Factory
- foto 07 – neste caso não seria bem um crédito e sim uma participação especial da Mia, a cachorrinha fofa da família, rs!
- foto 14 – bonecos de pano UglyDolls
- foto 15 – balanço cavalo de madeira Lilian Pimenta
- foto 16 – boneco de crochet Little Land
- foto 21 – cadeiras Sergio Rodrigues
- foto 22 – pião de alumínio Catavento
- foto 25 – luminária Bertolucci
- foto 36 – fotografias José Bassit
- foto 37 – telefone antigo, antiquário de Amsterdam
- foto 38 – fotografia Arnaldo Pappalardo
- foto 43 – poltronas Carlos Motta