Fotografia: Paula Brandão/ Texto: Leticia Brandão

A vontade de estar com pessoas e de ajudá-las a saber mais sobre si mesmas e sobre o mundo ao seu redor são uma das coisas que inspiram a psicanalista Juliana em sua profissão. Além de atender em seu próprio consultório, ela também se dedica à ONG Instituto Fazendo História , onde faz um trabalho social que vem realizando desde a época da faculdade. “Gosto muito de atuar nesse tipo de projeto, pois acho que ele me ajuda a fazer o bem à pessoas com menos oportunidades, mas não menos recursos”.

Seus cuidados e sua preocupação com o próximo vão além. Logo de cara podemos perceber muito amor e cumplicidade no ar quando Juli está com o seu filho, o pequeno Gregorio, de 1 ano. E quando há amor, coisas simples, como tomar café da manhã na padaria aos domingos, ou simplesmente andar de bicicleta no parque já bastam para tornar seu dia feliz. Continuar lendo...

Mais felicidade está por vir, a família se prepara para a chegada de mais uma bebezinha, por isso estão passando por novas mudanças e adaptações , “o Gregorio ainda não sabe exatamente o que está acontecendo. Acho que os primeiros meses serão mais difíceis, mas depois ele vai se tranquilizar e ver que seu espaço está garantido nos nossos corações”.

Juli quer ensinar aos filhos a serem pessoas educadas e respeitosas, lhes mostrar o valor das coisas, e que entendam que as conquistas são fruto de esforço e trabalho, sem esquecer de ir em busca da alegria: “quero que meus filhos sejam felizes e tenham coragem de viver seus sonhos e desejos”.
Ela mora perto do trabalho e por ser uma profissional autônoma, tem mais controle de seus horários. Consegue se organizar para almoçar em casa todos os dias e acompanhar e curtir mais a fase fofa que o Gregorio está agora.

Antes de optar pela psicologia, Juli se formou em desenho industrial e chegou a trabalhar com design de mobiliário. Casada com o arquiteto Gil Mello, sócio da Galeria Arquitetos, eles conversam muito sobre o assunto. Ele assinou a reforma da casa onde vivem hoje. Focaram nos principais aspectos: espaço, iluminação natural e coerência e chegaram num resultado delicioso. “Gosto muito da cozinha que é aberta para sala de jantar, da sala de estar e da laje, que é um espaço gostoso para ficar nos dias de sol”.
Um ambiente aconchegante que reflete o estilo do casal, com objetos que trazem historias de família, de viagens ou até mesmo presentes de amigos. “Aqui em casa é tudo muito discutido no que diz respeito a decoração, para juntos entrarmos em consenso. Mas, o Gil tem muita noção de bom gosto e eu respeito muito sua opinião”.

O local que é denominado por eles como “Nosso paraíso. Um lugar onde investimos muito do nosso tempo e amor, pensando e fazendo coisas. É como diz o Gil: a casa é por princípio, sempre um projeto inacabado, pois conforme a vida se transforma, ela se transforma junto”.

No alto à esquerda, foto de <a href="http://cargocollective.com/lekamendes" title="Leka Mendes" target="_blank">Leka Mendes</a> / No alto à direita, foto de João Di Pietro.
Poltrona <a href="http://carlosmotta.com.br/" title="Carlos Motta" target="_blank">Carlos Motta</a>
Tela do artista Boi / Escultura de mandeira de José Bento.
Aquarelas do artista Dudi Maia Rosa, <a href="http://www.galeriamillan.com.br/pt-BR/ver-obras/5" title="Galeria Millan" target="_blank">Galeria Millan</a>
Aquarela de Gil Mello / Berço antigo que veio da fazenda da família, <a href="http://www.armandocerello.com.br/" title="Armando Cerello" target="_blank">Armando Cerello</a>
Quadro Marcello Serpa, padrinho do Gregorio
Abatjour <a href="http://www.flaviadelpra.com.br/" title="Flávis Del Prá" target="_blank">Flávia Del Prá</a>
Álbuns do <a href="http://atelieportfolio.blogspot.com.br/" title="Ateliê Portfólio" target="_blank">Ateliê Portfólio</a>
Almofadas <a href="http://www.petitretro.com.br/" title="Petit Rétro" target="_blank">Petit Rétro</a>
Almofadas <a href="http://www.petitretro.com.br/" title="Petit Rétro" target="_blank">Petit Rétro</a>